Salão do Móvel de Milão

Este ano, o salão chega a sua 57ª edição. São 207.000.00m² de feira, distribuídos em 24 pavilhões com 2.400 expositores, sendo 34% estrangeiros, com 10km percorridos por dia e 434 mil visitantes de 165 países. O Salão acontece no distrito expositivo de Rho, junto acontece também o Salone Satélite, a EuroCucina FTK e International Bathroom Exibition. A cidade conta ainda com exposições, múltiplos projetos culturais e abre as portas de alguns de seus locais históricos para vários eventos que ocorrem paralelamente ao Salão do Móvel – é o chamado Fuorisalone.

O Salão Internacional do Móvel é dividido em três seções: Clássico, Design e Lux, o último dedicado ao luxo atemporal retrabalhado com um toque contemporâneo, que foi lançado com sucesso na última vez. Uma variedade de produtos que combina qualidade e tecnologia, moldada pela criatividade das principais empresas setoriais, praticadas no desenvolvimento de seus negócios, investindo todos os anos em produtos inovadores e soluções para mobiliário doméstico.

Abaixo a planta com os melhores pavilhões para serem visitados

Entre as palavras-chave que mais representaram as tendências para 2018, a organização do Salão selecionou: Customização, Elegância Contemporânea, Inovação, Flexibilidade, Pesquisa, Personalização e Qualidade, nova interpretação estética, materiais particulares e quentes, luxo palpável, não estridente, enriquecer com detalhes; fabricação artesanal, tema de contêiner, multifuncionalidade; referências ao passado, re-edições; soft efeito coccon; busca pela verdadeira essência; Design & Art; funcionalidade; ironia.

Salão do Móvel é o ponto de referência em âmbito mundial do setor de casa, equipamentos e mobiliário para a indústria de móveis. A feira surgiu em 1961 com o objetivo de promover a exportação italiana de móveis e complementos, compromisso que foi alcançado mediante a divulgação no mundo da qualidade dos móveis italianos, que continuam a satisfazerem, .
Fuori Salone é tudo que acontece em Milão, além da Fiera RHO, são vários showrooms das marcas mais conhecidas que apresentam seus novos lançamentos para profissionais do setor e público em geral, que inclui também Moda e Design.
Os bairros que fazem parte do Fuori Saloni são: Brera, Torotna e Ventura Lambrate
Segue um mapa para terem uma ideia

Tendências: Algumas já tinham sido lançadas ano passado e continuarão em alta, como o uso de móveis com linhas mais orgânicas e fluidas, materiais mais artesanais (Crochê e Tricot) móveis Art Déco, porém selecionei duas novidades, que serão muito usadas a partir de agora.
Dentre cadeiras, poltronas e cenografias caprichadas, surge predominante a paleta de tons quentes e impactantes, porém com saturação e brilho medianos, confiram a seguir:

CORES QUENTES
Os tons de vermelho apareceram em muitas variações: desde mais vibrantes até mais terrosos. Tons de berinjela também dão o ar da graça, bem como os tons alaranjados. Todos eles acompanhados do preto ou cinza muitas vezes, criando um contraste lindíssimo. Os amarelos dourados e ocres também surgem com força total, pincelando energia no universo da decoração, mas sem extrapolar. A cor, que costuma afugentar os mais conservadores por sua energia, aparece mais fechada, elegante e com um perfume vintage. Para entremear esta paleta de cores predominantemente quentes, surgem os tons terrosos que permanecem no hall das tendências já há algum tempo, e os alaranjados.

Imagem: Vitra

Tons Pastel
Outra cartela que não pode ser ignorada são os tons pastel. Por uma demanda do mercado, essas cores que remetem ao conforto visual pintam com leveza móveis que antes exibiam a sobriedade do preto e do cinza. Mas vale lembrar que, diferentemente das candy colors que reinaram alguns anos atrás, os azuis, verdes e rosas clarinhos do momento são menos saturados e não deixam de lado a sofisticação.

Imagem: Zanotta-Sofá Kim

Imagem: Kare Design

Bd Barcelona, com seu espelho Lunar Tale, que ganhar superfície refletora nas cores azul e vermelho

EuroCucina
Realizada a cada dois anos, o Cozinhar com bem-estar e praticidade usando recursos tecnológicos de ponta é o lema da última geração dos produtos e móveis para cozinha lançadas durante o Salão do Móvel de Milão.  Entre as principais tendências: a mostra apresentou cozinhas pequenas, para se adaptar a casas contemporâneas e diversas tecnologias para o conforto do dia a dia, lugar de socialização e multifuncional com Eletrodomésticos comandados por aplicativos que são os protagonistas da casa, contrastando com a tendência de resgatar o toque dos materiais naturais, de fazer a própria horta em meio ao espaço e de criar o próprio estilo com coisas que se ama.


Leveza na base com pés de vidro

Destaque para o papel de parede que imita gaveteiros e revestimentos imitando cimento da cozinha Mazzo

Destaque para a parede com revestimento que imita cimento junto com uma parte do balcão, cozinha Mazza

Estrela da feira, as hortas na cozinha agora com iluminação

 

Banheiros com áreas de descanso e Spa, com foco na sustentabilidade e inovação

Sofisticação em tons de dourado Banheiro com pintura bicolor seguindo as cores tendência ocre e rosa seco, com pincelada de preto nas louças
Destaque para os porta toalhas diferenciados em alumínio pintado

Vitrine da loja Kartell, Sunday projeto do Xiang Guan

Cadeira Miss Lace, de Philippe Starck para Dríade

Birds do designer Umut Yamac para Mooi

Para fechar, jarro dos irmãos Campanas com 12 mil flores de papel, da exposição Objetos Nomades da Louis Vuitton.

 

 Telma Aguiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *